NOTÍCIAS

 

A Câmara Municipal de Votuporanga tomou conhecimento na tarde desta sexta-feira, dia 29, de um vídeo divulgado nas redes sociais do médico Luciano Melo – um dos coordenadores do projeto social Votu Solidário, que recebeu uma notificação extrajudicial assinada pelo prefeito João Dado, que segundo ele, inviabiliza a continuidade da ação no município.

O médico usou sua rede social para mostrar que recebeu nesta sexta-feira, uma notificação do Executivo alertando que o “grupo se abstenha de realizar quaisquer ações que facilitem a propagação do vírus Covid-19, inclusive para que não haja a visita de colaboradores ou de qualquer pessoa em residência, que não sejam da Secretaria da Saúde do Município, para qualquer finalidade que seja, sob pena de infração ao disposto nos artigos 268 e 330 do Código Penal”, diz o trecho da notificação assinada pelo prefeito Dado.

Diante disso, os vereadores de Votuporanga estão criticando a ação do Executivo e, na sessão ordinária da próxima segunda-feira, apresentam uma Moção de Repúdio que deverá ser assinada por todos os parlamentares contrários a notificação do prefeito.

Na opinião dos vereadores, tal atitude do prefeito foi classificada como “absurda e lamentável, pois o grupo é formado por voluntários, pessoas abnegadas e entidades filantrópicas que estão ajudando as famílias carentes, principalmente neste momento em que exige maior atenção às pessoas mais necessitadas”.